Total de visualizações de página

Pombagira e magia sexual

sexta-feira, 13 de maio de 2011

As preferidas dos leitores!

Pra começar essa nova seção escolhemos quatro gatas inesquecíveis, uma de cada década.Dulce Neves, capa em 92 e estrela de ensaios como Maja, Mulher-gato, no caixa-eletrônico e capa na Alemanha e no México.
Márcia Porto foi uma das maiores musas dos anos 80, protagonizou seriado na Globo, reinou absoluta em todos os carnavais que participou e despiu-se gloriosa para Playboy.Outra Márcia, a Cavalcante brilhou num ensaio na edição de aniversário de 30 anos e na edição especial Fotógrafo Celebridade clicada pelos roqueiros do Dead Fish .E, a primeira brasileira a posar para a revista, Lívia Mundi

Sexo: Elas falam ao falo

Um amigo seu já deve ter dito ao ser rejeitado por uma moça linda gosta de outras moças lindas: “É lésbica porque ainda não me conheceu”. Não resta dúvida de que, se conhecesse seu amigo, a moça reafirmaria sua opção sexual com vigor ainda maior. Se há algo que lésbicas entendem nesta vida é de dar e receber prazer. Para elas, o corpo feminino não é um mistério insondável, mas um território dominado de inúmeras possibilidades de prazer ao alcance das mãos – e dos dedos, línguas, pés, fios de cabelo. A Playboy conversou com sete delas e elaborou o guia lésbico para satisfazer uma mulher, que você lê nas páginas a seguir (isso, claro, se conseguir tirar os olhos das fotos de nossas entrevistadas).
AS PRELIMINARES: O PONTO G FICA NO OUVIDO
Tudo bem que, ao levar aquela gostosa para a cama, tudo o que você mais quer é vê-la de… Você sabe. Mas calma, rapaz. Segundo a estudante Mariana Mito (nome fictício), isso de chegar, beijar e já querer penetrar não está com nada. Provavelmente a moça não ficará suficientemente excitada e a transa não será essas coisas. Siga as dicas:
DEDIQUE-SE para que ela fique com tanto tesão quanto você. Claro, isso demanda mais tempo, mas, quanto mais excitada ela estiver antes mesmo de tirar a roupa, maiores as chances de ela chegar ao clímax durante a transa.
ELOGIE-A: Mas não seja óbvio. A mulher que é muito gata está cansada de ouvir isso”, alerta a atriz Alessandra Camargo (nome fictício), provavelmente num desabafo. Valem frases impublicáveis, se o clima permitir.
ELA TIROU A ROUPA: FAÇA ALGUMAS ESCALAS ANTES DE CHEGAR AO DESTINO
Ao contrário do que sugerem os filmes pornô, a maioria das mulheres não revira os olhos de prazer 12 segundos depois de abrir a porta para o entregador de pizza. “No filme, o cara mal encosta na peituda e ela começa a gritar. Na vida real as mulheres são muito mais complexas e interessantes”, diz Leka Peres, organizadora da festa para meninas Oui Oui. Como não têm falo, lésbicas são mestras em despertar o prazer sem penetração. Às recomendações, pois.
DEITE-A DE COSTAS: Respire fundo. Passe a língua na nuca da moça, desça pelas costas, acaricie-a na região do ânus. “Às vezes isso pode ser mais prazeroso do que a penetração em si”, garante a blogueira Má Palas, colunista do site Parada Lésbica. Olhe para o bumbum da cidadã com a certeza de que você vai chegar lá, mas há tempo para tudo.
DE FRENTE PARA ELA: seja generoso nos beijos, nos olhares e nos toques. “Sexo entre mulheres tem muito esse lance do olhar”, conta Leka. Repare, nestas fotos, como as garotas são afetuosas enquanto se acariciam. Mulheres gostam disso. E vale dizer que, ao posar para este ensaio, as meninas realmente entraram no clima.
DIANTE DOS PEITOS DA GAROTA: não haja como um bebê faminto. “O peito não é só o mamilo. As mulheres podem sentir prazer nele por inteiro”, aponta a modelo Bárbara Petri (nome fictício). Há muito que fazer por ali – e não estamos falando de espanholas, amigo, mas sim de mordidas, lambidas, beijos. Chupar o dedo dela e brincar com a boca em outras regiões do corpo também pode ser uma boa ideia. “Cada mulher tem suas particularidades. Uma tem tesão na nuca, outra gosta de apanhar. Só perguntando para saber”, diz a desi gner Luíza.
DE UMA VEZ POR TODAS, ACREDITE: só homens se preocupam com tamanho de pênis, assim como só as mulheres encanam com celulite e estrias. “Se nós conseguimos dar prazer a uma mulher com o dedo, o tamanho do seu pênis não pode ser uma desculpa para não satisfazê-la”, diz Bárbara (a não ser que seu pênis seja menor do que o dedo de uma moça).
NÃO TENHA PRESSA: Quando transam entre si, mulheres não ficam com essa cobrança louca de que a outra goze logo. Como sabem que o caminho a ser percorrido até o clímax é por vezes longo e tortuoso, elas relaxam, certas de que a outra as entenderá. E o que acontece? Pimba, sem pressão, elas gozam mais gostoso. Portanto, nada de perguntas do tipo “Vai gozar?”. Isso é semelhante ao professor da academia que, ao vê-lo agachado com uma barra de 300 quilos, pergunta: “Está pesado?”. Ou seja, tira toda a concentração.
PARA SE TORNAR UM MESTRE NA ARTE DE DAR PRAZER: às mulheres, é fundamental que você curta fazê-lo. “Nada pior que um homem que tem nojinho de fazer sexo oral, por exemplo”, segundo Alessandra. Hum, falamos em sexo oral? Pois, se há algo que merece um capítulo à parte no que se refere às lésbicas, esse algo se chama sexo oral. Adiante!
TENHA DOMÍNIO DA LÍNGUA: ELAS ENTENDEM DE SEXO ORAL COMO NINGUÉM
Para levar uma mulher aos céus antes da penetração, presenteie-a com sexo oral de qualidade. Isso requer conhecimento e prática. Nossas meninas ensinam o passo a passo.
COMECE DEVAGAR: Dedique um tempo para deixá-la muito excitada antes de ir direto ao ponto. Provoque o corpo dela por inteiro antes de rumar para o sul. “Acho legal fingir que vai, parar, voltar, deixá-la louca”, diz Bárbara.
FAÇA SUSPENSE: Antes de tirar a calcinha dela, beije a área ao redor, que inclui as coxas e a barriga. O segredo é começar tocando e lambendo a região por cima da calcinha e só depois fazer uma aproximação direta ao clitóris.
USE SEUS DEDOS: “Nós usamos as mãos como se fossem nossa parte mais sensível”, diz Alessandra. No sexo oral, dedos e boca podem trabalhar juntos. Suba suas mãos e acaricie seus mamilos, por exemplo, ou introduza um dos dedos na vagina ou no ânus.
SAIBA QUANDO CONTINUAR: “Se você perceber que ela está quase chegando ao orgasmo, faça tudo o que ela quiser que você faça”, diz Joana. Ou seja, não importa se você já está com câimbra no pescoço ou se seu braço está formigando, continue o que você está fazendo até ela chegar ao clímax.
SAIBA QUANDO PARAR: O clitóris pode ficar sensível demais ao toque depois que ela tem um orgasmo, então é melhor pegar mais leve. Talvez ela prefira não ser tocada ali por alguns instantes. Nessa hora, dedique-se a qualquer outro ponto do corpo dela.

O KAMA SUTRA DO SEXO ORAL
“Não existe só um tipo de sexo oral”, diz a psicóloga Joana. “Assim como a penetração, essa parte pode ficar mais interessante quando se alterna a posição.” Ela sugere três variações.
PERNAS AO ALTO: Faça com que ela se deite de costas, com um travesseiro embaixo da lombar, e ponha as pernas dela sobre seus ombros. “Nessa posição, você tem um alcance total da vagina, de baixo até o clitóris.”
DE QUATRO: Com ela apoiada nos cotovelos e nos joelhos, posicione-se em um ângulo um pouco abaixo do corpo dela (ela pode estar na borda da cama e você no chão, por exemplo). Assim, suas mãos ficam livres para acariciar o bumbum e as costas dela.
COM ELA POR CIMA: Deite- se de costas e peça que ela se ajoelhe com uma das pernas de cada lado da sua cabeça. “Assim, ela pode mover o quadril na intensidade que quiser enquanto você acompanha com a língua.”
EU, TU, ELE: NÃO TENHA CIÚME DO VIBRADOR
Não, aquele seu amigo não tem razão – as lésbicas não usam vibrador porque querem, no fundo, um garanhão ali do lado. Para algumas, o apetrecho é totalmente dispensável. No entanto, as que usam o vibrador sabem fazê-lo com sabedoria para, por exemplo, não ter ciúme dele. Acredite, amigo, ao levar um brinquedo movido a pilha para a cama com sua namorada, você não está menosprezando seu próprio pênis. “O vibrador não está na transa para substituir o pênis do cara. É algo para eles brincarem juntos”, diz a estudante Mariana. Uma possibilidade é usar o acessório para estimular o clitóris da garota durante a penetração. E levá-la ao sex shop para vocês escolherem um brinquedo juntos pode ser bastante excitante.


LEIA O CORPO DELA
Afinal, como saber se você está abafando ou se a moça está pensando na cor com que vai pintar as unhas na próxima ida à manicure? Simples: observe-a. “Sinta as dicas que o corpo dela dá”, aconselha a designer Luíza. Ela está mais lubrificada? O bico do seio enrijeceu? A respiração ficou mais forte? Ponto para você. Mas, se sua performance parece não agradar, peça que ela o guie e observe o que a excita. “Transfira um pouco da responsabilidade, deixe-a mostrar o que é bom”, indica Luíza.
Fonte: Playboy

Sexo: Enlarge your penis!

Não há homem na Terra que nunca tenha cogitado dar um upgrade no amigo lá de baixo. Mas será que o risco vale a pena? A PLAYBOY investigou todas as técnicas e revela verdades e mitos sobre o crescimento do produto interno bruto

Dez entre cada dez homens querem um pênis maior. “É um departamento no qual parece que ninguém está satisfeito com o que tem”, afirma o cirurgião vascular Carlos Araújo Pinto. Então, o que fazer? Encarar uma intervenção para aumentar o rapaz? Seria como apostar as economias de uma vida toda no cassino.Nenhum tratamento para aumento do pênis com fins estéticos é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Urologia ou pelo Conselho Federal de Medicina. Mesmo assim, a PLAYBOY investiga método por método e explica as (óbvias) vantagens e as (não tão óbvias) desvantagens de cada um.
Bomba
Como funciona Patenteada como tratamento para impotência em 1917, a bomba peniana é um sistema constituído por um cilindro, uma mangueira e uma bomba de sucção. O cilindro é instalado ao redor do pênis. Ao retirar o ar, o vácuo força o retorno do sangue e provoca a ereção. Quanto maior a pressão, maior é a ereção. A bomba também deixa o pênis com uma coloração azulada devido à presença de sangue venoso, que é mais escuro. Há quem use a bomba antes de transar para uma melhora circunstancial na aparência.
O que pode dar errado Após um tempo, o excesso de sangue nos capilares provoca o acúmulo de líquido linfático nos tecidos. O pênis incha literalmente. Os adeptos do uso da bomba batizaram esse efeito colateral de “efeito Cinderela”. O acúmulo de líquidos, principalmente abaixo da pele, ganha o nome de colar de espuma. O excesso de pressão exercida e o tempo de uso podem causar estouro de vasos sanguíneos, com danos vasculares e risco de sofrer uma disfunção erétil, até casos mais extremos de gangrena nos tecidos. “A verdade é que essas bombas são o maior perigo”, adverte o médico Roberto Tullii, especialista em disfunção erétil.

Bioplastia Peniana e de Glande
Como funciona A cirurgia para deixar o pênis mais grosso consiste na injeção de uma substância entre a pele e o músculo que reveste os corpos cavernosos. A substância, que é moldada para ficar uniforme, pode ser gordura (retirada por lipoaspiração) ou materiais sintéticos usados em preenchimentos estéticos, como um produto novo chamado Acqualift, que, por não ser manuseado, apresenta menor risco de infecções. O Acqualift é reconhecido pelo organismo, o que reduz a probabilidade de rejeição. Os defensores da técnica afirmam que com ela é possível aumentar o pênis em até 5 centímetros. Já a cirurgia que deixa o membro mais cabeçudo é feita por meio da aplicação de ácido hialurônico na glande. O ácido hialurônico também é usado em preenchimentos estéticos. Como a glande é um tecido esponjoso, os ganhos prometidos são modestos, na ordem de 10%.
O que pode dar errado A gordura pode ser reabsorvida irregularmente, formando nódulos. Substâncias sintéticas podem ser rejeitadas pelo organismo. “Os riscos de ocorrer complicações são grandes”, diz o urologista Paulo Egydio. O paciente pode ser submetido a remoção de necroses e enxertos de pele. O ácido nåo é rejeitado pelo organismo, mas é preciso reaplicá-lo todo ano.
Extensores
Como funciona Encaixam-se eixos de metal ou tiras elásticas entre a base e a glande. Em tese, a pressão exercida faz o órgão crescer. O produto é originalmente indicado para correção da doença de Peyronie, vulgo “mal do pinto torto”. Estudo publicado pelo British Journal of Urology International em 2009, realizado com voluntários que usaram extensores por seis meses, concluiu que eles conseguiram aumentar seu pênis em estado flácido em até 32%. Também foi constatada uma melhora de até 36% na qualidade da ereção.
O que pode dar errado Os extensores fazem o pênis doer e devem ser usados durante 4 a 12 horas, por no mínimo seis meses, todos os dias. Também podem fisgar, soltar-se e, no caso dos extensores com hastes de metal, ainda fazem apitar as portas com detector de metal – o que seria bastante constrangedor. O uso inadequado pode levar a traumas e fibroses, com implicações como problemas com a curvatura, afinamento e até mesmo redução do tamanho do pênis.
Pesos
Como funciona A mais antiga técnica conhecida para aumento do pênis consiste em fazer um wrapping, ou enrolamento, com estreitas faixas de tecido. O pênis é esticado e enrolado com as faixas, da base para a glande, mas com cuidado para não interromper a circulação de sangue. Depois, amarra-se uma faixa elástica (ou um suporte de madeira ou de borracha) sobre o wrapping e penduram-se nela pesos de 1 a 5 quilos, em intervalos curtos, por 5 a 10 minutos (20 no máximo). A técnica é a mesma usada há séculos pelos Karamojongs, em Uganda, ou pelos Sadhus, na Índia.
O que pode dar errado O risco de lesão é alto. Um wrapping mal executado pode provocar estrangulamento do pênis, com risco de gangrena. O suporte pode escorregar pela glande, provocando ferimentos sérios. Se o sujeito se empolgar e colocar muito peso, o pênis corre o risco de lesão, com fratura dos corpos cavernosos.
Exercícios
Como funciona Os exercícios seguem uma sequência de aquecimento com compressas de água quente, alongamento e ordenha. As compressas são colocadas no pênis por 10 minutos. Depois se alonga o membro por mais 10. A ordenha deve ser feita no sentido base–glande, com o uso do polegar e do indicador, com o pênis semiereto. Segundo os defensores da técnica, isso força a vascularização e expande os corpos cavernosos. Por fim, as compressas são novamente postas sobre o pênis. Uma sequência completa envolve 10 minutos de aquecimento, 10 de alongamento, 30 de ordenha e outros 10 de aquecimento final.
O que pode dar errado Há relatos de adeptos da prática que sofreram rompimento de vasos sanguíneos, às vezes com sangramento pela uretra, além de dor crônica ou perda de sensibilidade, quadros que podem evoluir para disfunção erétil.


Lipoaspiração Pubiana
Como funciona É utilizada pelo sujeito que, além de gordo, ainda acha que tem o pênis pequeno. Retira-se a gordura da região do púbis, fazendo o pênis saltar – a gordura acumulada ali faz o pênis parecer menor e, conforme a pessoa, até 2,5 centímetros de reserva estratégica podem estar guardadas debaixo da banha.
O que pode dar errado As complicações possíveis são as mesmas de outras cirurgias de lipoaspiração: formação de seromas (acúmulo de sangue), líquidos e gorduras que não são reabsorvidos e precisam ser drenados. Como o púbis é uma região muito irrigada, costuma ficar com cicatrizes ingratas.
Faloplastia
Como funciona A cirurgia para aumento do comprimento separa o pênis do ligamento que o prende ao púbis, retirando para fora uma parte da haste peniana que estava embutida na região pélvica. Outra opção é repuxar a pele do abdômen para o pênis ficar mais evidenciado. Depois, o paciente deve usar o extensor de 6 a 8 horas por dia, por seis meses.
O que pode dar errado O pênis ereto pode passar a apontar para a frente e para baixo por causa do desvio do ângulo de ereção. Durante a cicatrização (que costuma deixar marcas nada discretas), o pênis pode se retrair. “Dependendo de quanto cortar, o sujeito pode ficar sem ereção de qualidade”, diz o especialista em disfunção erétil Roberto Tullii.
Hormônios
Como funciona O paciente recebe doses de testosterona para aumentar o pênis.
O que pode dar errado O uso é indicado para adolescentes no início da puberdade que sofrem de deficiência hormonal. Em adultos, os hormônios não surtem efeito, mesmo quando utilizada por pessoas que precisam de reposição hormonal.
Tesoura
Como funciona Aparam-se os pelos pubianos com tesouras para corte de cabelo, aquelas com pontas arredondadas e de tamanho pequeno.
O que pode dar errado Cortar mais do que se devia. Logo, toda atenção é pouca!

Babi Rossi uma gostosa paniquete totalmente nua!










fotos reprodução fonte: Egotastic

Relembre da gostosa Alexia Dechamps nua na Playboy

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja por assunto

gostosa (1861) nua (1103) buceta (999) mulher (766) pelada (673) loira (440) sexo (413) morena (383) sensual (313) seios (288) bumbum (249) peitinhos (239) sexo oral (234) fotos (211) atriz (191) ensaio (179) sexy (178) modelo (138) calcinha (134) sexo anal (132) posa (125) tesão (122) famosos (120) lingerie (120) novinha (109) playboy (106) fudendo (103) biquíni (97) moda (96) pelinhos (93) para (86) deliciosa (83) topless (82) transa (76) chupando (74) vídeo (71) transando (70) gozada (68) prazer (66) cavalgando (61) traição (56) Nude (54) cantora (54) faz (53) orgasmo (53) curvas (52) foto (50) paniquete (49) sem calcinha (48) mostra (46) na praia (45) lésbica (44) fetiche (42) boa forma (40) comportamento (40) gozar (39) fuder (38) garota (38) molhadinha (38) biquini (37) ex-bbb (37) musa (37) desejo (35) gozando (35) safada (34) panicats (33) corpão (32) exibe (32) panicat (31) nuas (30) praia (30) SEXO A TRÊS (29) virgindade (29) sexualidade (28) barra da tijuca (27) punheta (27) carnaval (26) esteve (26) no rio (26) para revista (26) é (26) amor (25) posou (25) porra (24) astrologia (23) foi (23) apresentadora (22) fez (22) nicole bahls (22) FLAGRA (21) masturbação (21) beleza (20) sensualidade (20) top (20) pagando calcinha (19) Sabrina Sato (18) funkeira (18) baiana (16) nana gouvêa (14) vibrador (13) piu piu (6) time (6) umbanda (6) Barbara Rossi (2) delicia (2) piroca (2) Pixie Lott Upskirt (1) tons (1)